O RIGOR DA FORMA

     Numa cidade como São Paulo, onde as TVs sensacionalistas e os jornais sérios exibem o tempo todo crimes de todas as espécies, por que ainda escrever um romance policial e por que o público aprecia tanto?

     É que as pessoas ainda têm lá no fundo da alma um resquício dos contos de fada, uma tremenda vontade que o amor vença e que a história tenha um final feliz.

     E como romances que começam por um crime podem ter um final feliz? Isso acontece exatamente quando o romancista leva o leitor a desvendar o assassino. É nesse momento que o bem vence o mal. Diferentemente da vida real, no romance policial, descobre-se o assassino e sabe-se que ele será punido!

      Alyrio Cobra é um detetive que nasceu e vive na cidade de São Paulo e ele vai convencer seus leitores a partilhar uma visão de mundo pelo tempo que durar a leitura! Vai proporcionar aos seus leitores uma deliciosa imersão numa realidade imaginada!

      O primeiro desafio a Alyrio Cobra, aconteceu no livro Paisagens Noturnas. O segundo foi em O Rigor da Forma, publicado na forma e-book pela editora Freitas Bastos e esteve na lista dos mais vendidos do jornal Folha de São Paulo.

      O terceiro estou escrevendo!

      Se você quiser saber mais sobre meus livros, veja meu site

WWW.veracarvalhoassumpcao.com

      Nos vemos na próxima postagem!

2 comentários:

  1. O Alyrio mata a Cobra e mostra o pau! Boa, Vera! Vou seguir seu blog! Depois entra no meu http://palavraporquilo.blogspot.com

    Abrazzo Ragazzo (Ricardo)

    ResponderExcluir
  2. Vera, querida, este blog pode ser um excelente roteiro para uma outra aventura do Alyrio!

    ResponderExcluir